#LivroDoMês: Dançando Sobre Cacos de Vidro.

blog Olá, Leitores! Mês de Fevereiro já partiu para nunca mais voltar. Deixou saudades, carnaval, suor e muito drama. Para combinar com esse momento fatalista de lágrimas e sangue, o blog #SeteMentesQueBrotam escolheu uma obra tocante, cheia de reviravoltas e – como sempre – muitas opiniões divergentes no grupo. Enfim, vamos ao que interessa? É com muito prazer – e dor – que apresento-lhes o Livro Dançando Sobre Cacos de Vidro. SAMSUNG CAMERA PICTURES

Dançando Sobre Cacos de Vidro Ka Hancock

Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles. Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente. Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética. Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor. Dançando sobre cacos de vidro é a história de um amor inspirador que supera todos os obstáculos para se tornar possível.

Fonte: Livraria Saraiva

Dançando Sobre Cacos de Vidro 1

Entretanto, somos “especialistas” em dar pitaco na obra alheia. Misturando sentimentos, sensações e uma boa dose de crítica, repare nos nossos comentários. Segue lendo:

adrielzinho1

Eu Sou O Numero 4

★★★★
“No começo de cada capítulo, verá a narração de Mic, Mickey e depois a narração se passará para sua esposa Lucy.
A história se passa com Lucy, sua irmã Lily e Priss. O texto se desenvolve à partir da manhã em que o pai leva Lucy ao banheiro para recitar um texto, enquanto o seu pai vai fazer a barba. Lucy é muito apegada à ele e vice e versa. Seu pai dá um conselho a sua filha de 5 anos pra não temer a morte e assim ela, durante a sua vida terá visões sobre a morte. E seu pai falecerá dias após. Sua mãe criará as três filhas, mas já sabendo que carrega em seus genes, um câncer. Sua mãe herdará para as suas filhas a mesma doença. Mickey é um cara bipolar que viverá entres os extremos de medo e depressão, com sua alegria, mas tentará se manter equilibrado com o médico, remédios e Lucy. Este texto irá fazer refletir até onde vai o amor por outra pessoa. Não se tratará do amor belo e lindo, e sim, suas altas e baixas de uma pessoa normal. E se prepare, pois se mergulhar o bastante na história, você vai perceber o bastante que temos escolhas a se fazer. E que mais cedo ou mais tarde uma lágrima, irá surgir, e molhará a sua face!
naufrago2
★★★☆
” Tirando a expectativa, primeira coisa que se percebe ao começar a leitura é a beleza impar e a naturalidade em como que a enfermeira Hancock nos apresenta seus personagens em toda sua complexidade, o que é muito importante para que se possa se identificar com a narrativa de ‘Dançando sobre cacos de vidro’, infelizmente eu não gostaria de ser um personagem da enfermeira Hancock ,  não é pela carga emocional pesada que eles são submetidos no decorrer do livro , talvez seja a maneira dela se tornar uma espécie de  Deus do antigo testamento e optar por um caminho árduo dramático e sofrível  para que seus personagens aprendam uma grande lição ,eu acredito na vida, e sei que o ser humano pode aprender grandes lições com outros professores, que não sejam a dor e a perda .Talvez a enfermeira Hancock também saiba disso , só que ela resolveu escrever como passar descalço pelos cacos de vidro só para mostrar o valor de verdadeiro sacrifício. Recomendo esse livro para os fortes de espírito, para que vocês também possam tirar uma mensagem positiva, apesar de tudo …”
SAMSUNG CAMERA PICTURES
★★★★
“No vale de lágrimas, dancei submesa. No fundo, cacos de dor e vida.
Eu dancei.
Me cortei. 
Vivi a experiência de forma plena.
Dançando Sobre Cacos de Vidro foi um incrível momento em minha vida, no ano de 2015. E ainda estamos em fevereiro!
História envolvente, com uma carga dramática que foi uma saraivada de golpes contundentes no meu frágil coração. Levando-me a bailar sem medo dos ferimentos, Lucy e Mike viraram meu casal ternurinha para os próximos meses. Tudo que envolveu o livro me fez questionar. Convívio familiar. Amor. Saúde. Morte. Sobretudo, vida. Contudo, nesse breve comentário, não posso deixar passar em branco as sensações contraditórias causadas pela obra. 
Em discussão no grupo literário – #SeteMentesQueBrotam – tudo foi tão diferente. Tão pessoal. Divergências lindas e proveitosas. Que não só fazem o livro subir o nível, mas também desperta a vontade no fundinho do peito de reler e tentar enxergar a visão dos meus nobres amigos escondidas nas linhas que me fizeram ver amor onde a maioria viu dor.
Uma obra que respira. Adoece e floresce entre lágrimas, risos, loucuras e afeição.
Recomendo.”
lulu2
★★★★
“O livro é uma lição de vida. O relacionamento de Lulu e Mic é permeado de cumplicidade e amor. Hancock retrata com muita fidelidade a vida de um bipolar e as dificuldades impostas pela doença…
 Quanto a Lucy, só achei meio estranha aquela parada de ficar vendo a morte, mas a mensagem de conforto que essa relação passa é ímpar.
 Os personagens foram bem explorados, e eu gostei da alternância na narrativa do texto. 
Quem lê a sinopse sabe que o livro é uma tragédia anunciada. Então, na primeira parte eu ficava o tempo todo tensa, esperando algo muito ruim acontecer… e quando aconteceu passei a esperar um milagre. Para mim, ele aconteceu. A Lu não me decepcionou em suas escolhas. Juro q rezei baixinho pra ela fazer a coisa certa  (certa pra mim). Sofri junto com ela e com o Mic, e adorei o final: um final feliz dentro da realidade da estória, nada mirabolante.
Li, amei, recomendo a todos!!”
jadinha2
★★★★
“Dançando sobre cacos de vidros foi uma experiência ímpar para mim.  Não chegou a arrancar litros de lágrimas como estava aguardando,  mas me deixou com uma sensação de coração preenchido, repleto de amor. A Lucy e o Mickey refletem, de forma um pouco exagerada admito, um casal com problemas mas que assumiram o risco de enfrentar a situação de frente. Todo relacionamento tem suas dificuldades,  uns, como  Lucy e o Mickey, enfrentam com calma e amor,  outros jogam tudo para cima.  Espero ser como eles dois. Recomendo para quem gosta de um drama intenso e não acha que tudo no mundo dos livros é lindo.”
Entre choros, decepções, expectativas e letras… Gostamos.
Leiam!
Anúncios

3 comentários

  1. evelyntrovao · março 3, 2015

    Um prazer incrível ter finalizado mais esse projeto com vocês, criaturas lindas de Deus! ❤
    Amo forte cada um de vocês.

    Curtir

  2. Leno · março 3, 2015

    Pelas discrições acima, parece ser um livro muito triste, mas bonito pela história do casal.
    Disperta interesse na história.
    No meu ponto de vista, seria mais proveitoso um Filme sobre esse livro, do quê sobre 50 tons de cinza.
    Também nunca li o livro, mas já ouvi falar e assistir o filme, que não me surpreendeu , nem surpreendeu tanto minhas expectativas, já que falaram tanto sobre esse filme.
    Parabéns pelas postagens, deixam o leitor com vontade de ler e conhecer mais a fundo o livro e a história cantada…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Érica · março 3, 2015

    Vou comprar o livro amanhã, fiquei muito curiosa com a história. Bjks #SeteMentesQueBrotam

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s