Viva às mulheres de mentira 

blog
Okay. Confesso. Sou chata.
Devo ser umas das poucas mulheres no mundo que não curte o tal “Dia Internacional das Mulheres”.
Acho desnecessária a data, uma vez que, como diz a máxima, “dia das mulheres é todo dia”.
Se bem que o povo diz isso para o dia das mães, dos pais, das crianças. Em breve, irão associar essa massagem ao ego dos desavisados até no dia dos cães. Então não vale muita coisa, não é?!
Porém se é para comemorar, façamos isso com verdade e despidas de qualquer inverdade, combinado?
Parabéns para as mães que são enfermeiras. Para as enfermeiras que são esposas. Para as esposas que são amigas. Amigas que são vadias. Vadias que são carinhosas. Carinhosas que são cozinheiras. Cozinheiras que são mães. Felicito as guerreiras multifacetadas que falam ao telefone, batendo um bolo, espiando o que o “Juninho” está fazendo na sala. Com cabelo feito, unhas vermelhas. Bem sucedidas, com a leitura em dia e um furacão de energia quando o assunto é amar.
O dia internacional das mulheres é para vocês, heroínas da vida real.
Mas, e o resto de nós? Mulheres comuns, ocupantes do status de “mulheres de mentira”. Não merecemos um dia especial?

foto Não me incluo nesse padrão de mulher-sexo-forte-bicha-guerreira-que-todo-mundo-sonha-em-ser.
Sou apenas mulher.
Então vou zoar. Furtar, pelo menos nesse ano, as congratulações das mulheres de verdade.
Às choronas que são medrosas. Medrosas que são encanadas. Encanadas que são inseguras. Inseguras que são ciumentas. Ciumentas que são venenosas. Venenosas que são sonolentas. Sonolentas que são contraditórias. Contraditórias que somos todas, mas que fazemos de conta que não somos.
Para as gordinhas, magrinhas, baixinhas e altinhas. Para aquelas que vieram com algum dano emocional, um peito maior que o outro, ou o cabelo simplesmente não obedece. Viva você, mulher que morre de vergonha das celulites, estrias e imperfeições. Viva à gente, às guerreiras covardes que se escondem atrás de uma trama selvagem da sociedade.
Mulheres reais: chega de vanglórias àquelas mulheres fantásticas que jamais seremos. Nós, mulheres de mentira, merecemos as flores, dessa vez.
Ano que vem está aí. E tudo voltará ao normal. Todavia, não este ano.
08 de março de 2015.
Parabéns, mulheres de mentira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s